Home / Alfinetadas / Na Sombra do Poder: o deputado conquistador de Bofe!

Na Sombra do Poder: o deputado conquistador de Bofe!

neto-gedelDeputado rouba Bofe

Circula um comentário nos bastidores de que um deputado é odiado por um ex-assessor parlamentar da Câmara de Vereadores de Salvador. O que se sabe é que esse político roubou o coração do BOFE do assessor em uma carona na qual o político, de bom coração e inocência, ofereceu. Na ida e na vinda, levou o boy magia para casas de familiares, inclusive, em regiões nobres de Salvador, para poder finalizar o “serviço”.

 

Tic-tac

Ah, Vinicius de Moraes… “Passa, tempo, tic-tac / Tic-tac, passa, hora / Chega logo, tic-tac / Tic-tac, e vai-te embora / Passa, tempo / Bem depressa / Não atrasa / Não demora”. Esse tic-tac passa na cabeça do eterno ex-ministro de Dilma e de Temer, Geddel Vieira Lima (PMDB). A operação feita pela Polícia Federal e a acusação de utilizar do cargo de vice-presidente de Pessoa Jurídica da Caixa Econômica para arrebanhar propina enterrou de vez suas chances de compor a chapa majoritária em 2018. Depois da queda, o coice. Depois do La Vue, agora essa. Até o celular do peemedebista e seus belos quadros de Carybé não foram poupados.

 

Tic-tac 2

E o irmão de Geddel, o deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB), pelo que perceberam os jornalistas que estavam na sede do PSD em reunião com Rodrigo Maia (DEM), utilizou o migué do “telefone celular” para evitar falar com os colegas. Quando chegou, estava em uma ligação que quem estava ao seu lado dava para ouvir quem estava do outro lado da linha. Quando saiu, estava mudo.

 

Nas nuvens

Quem mais lucrou com a situação de Geddel foi o prefeito ACM Neto (DEM), que ganhou mais força para conduzir as composições da chapa de 2018. A vaga que estaria garantida para Geddel na briga por uma vaga no Senado passa a ser alvo de cobiça por outros aliados que até então estavam inertes.

 

Terror da meia noite

Enquanto muitos funcionários da Câmara de Vereadores de Salvador comemoraram, ao som de foguetes, a saída do diretor administrativa Beto Fagundes, agora é na Semop que ele vem tocando terror como subsecretário. Braço direito do vereador Paulo Câmara (PSDB), vereadores, lideranças e alguns funcionários da secretária já o apelidaram de “o terror da meia noite”. Resta saber se a fama da Câmara vai perdurar pelos ares do Executivo do prefeito ACM Neto (DEM).

 

Rega bofe poderoso

O governador Rui Costa (PT) convidou um grupo seleto de personalidades políticas para o almoço de seu aniversário de 54 anos nesta quarta-feira (18), no Palácio de Ondina. Lá, estavam Otto Alencar e João Leão, lideranças do PSD e PP, respectivamente, entre outras. Quem não estava: Marcelo Nilo (PSL). As possibilidades para o “não convite” são muitas, a principal, o clima tenso gerado pela disputa pela presidência da Assembleia Legislativa.

 

Na Saia Justa?

Entre os amigos, no entanto, surgem algumas especulações interessantes. Especulações, não! Leituras de cenários. Nilo é conhecido por não se segurar, poderia deixar Rui Costa numa saia justa em meio a um almoço de comemorativo. A outra, mais favorável ao próprio Nilo, é que o governador aproveitaria para pedir, sutilmente, que a dupla deixasse a Assembleia como está.

 

Na Boca de Urna

No jantar oferecido ao candidato à presidência da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), os deputados estaduais e candidatos à presidência da Assembleia Legislativa da Bahia, Ângelo Coronel e Luiz Augusto (PP), fizeram uma boquinha, melhor dizendo, boca de urna. Pediram votos à oposição sem parcimônia. Costuraram com o pessoal da nacional, estadual e municipal.

 

Bolsa das apostas

A disputa pela União dos Municípios da Bahia (UPB) continua sendo tratada como tranquila. Embora haja a candidatura do prefeito de Euclides da Cunha, Doutor Luciano (PDT), o prefeito de Bom Jesus da Lapa, Eures Ribeiro (PSD), nada de braçada. O interessante destas candidaturas que marcam posição, ou seja, aquelas que não tem grandes chances de vitória, como a do pedetista, é o quanto custa ou torna mais cara a eleição do favorito. Neste caso, as ações não subiram tanto.

 

Não sei se vou ou se fico…

Nas duas últimas semanas houve uma modificação significativa no desenho da reforma administrativa do governo Rui Costa. Tinha gente que ia sair e vai ficar e teve aqueles que pediram para ficar de qualquer jeito. A pressão gerou resultados: Jorge Portugal, por exemplo, foi favorecido pela inabilidade política de Juca Ferreira. É aquela velha história: peixe morre pela boca.

 

Dilema na SDR

No quebra-cabeça da minirreforma administrativa do governo Rui Costa (PT), o nome de Jerônimo Rodrigues por pouco era riscado da Secretaria de Desenvolvimento Rural. Um conflito interno no PT queria a cabeça dele porque queria. O titular da SDR é um virtual candidato à Assembleia Legislativa da Bahia em 2018 e isso fez com que correligionários pedissem sua saída. Apesar da pressão, o Palácio de Ondina deve manter Rodrigues, irmão da vereadora Marta Rodrigues (PT), na função que por um momento foi cogitada para Josias Gomes, da Serin.

 

Dilema na SDR II

A saída de Jerônimo Rodrigues era avaliada como necessária para se fazer as acomodações políticas e dar um novo gás na secretaria. Por outro lado, havia quem defendesse que Jerônimo foi e é um dos secretários de Rui que ajudou a interiorizar a política de governo da gestão. Na autoavaliação de um petista, esse fogo amigo dentro do PT reforça a imagem da problemática que levou à derrocada nacional da sigla: colocar seu programa de lado, em nome da disputa pelo poder.

 

Cifras

É carnaval em Salvador. AmBev entra com R$ 30 milhões para as festas de verão. Itaú entrará com algo entre R$ 4 milhões e R$ 6 milhões. Air Europa não se sabe quanto vai investir ou se o contrato é semelhante ao do ano passado, quando da ativação da parceria, a empresa aérea plotou aeronaves com o destino Salvador em troca de ter a marca publicada nas peças publicitárias do Carnaval.

 

O feudo dos Mendonça

A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Informação virou um feudo dos Mendonça. Antes era da ex-vereadora Andrea Mendonça; agora Manoel Mendonça e no futuro, pela indicação do PSB, de José Vivaldo Mendonça. Apesar do mesmo sobrenome, Vivaldo não é parente de Andrea e Manoel. E por falar em Secti, uma última pergunta: como ficarão os cargos do senador licenciado e atual secretário de Educação na pasta da Ciência e Tecnologia?

 

Odebrecht vem aí…

Quatro secretários baianos estão sem dormir. A delação de Marcelo Odebrecht deve sair em fevereiro. O titular de uma das pastas já marcou viagem para cinco de fevereiro com passagem de ida. Mas, e quando volta?

 

Estão de olho

Institutos que gerem instituições de Saúde na Região Metropolitana de Salvador estão na mira da Justiça e muitos estão enrolados por aí. A fama tem corrido solto nos bastidores da política.

 

Bomba no lixo de Camaçari

Elinaldo que se cuide. Vem bomba da Justiça em cima da licitação do lixo em Camaçari. Ter colocado a empresa do filho de aliado chamou atenção do Poder Judiciário, que vai pra cima da situação.

 

Gabinete do Barrunfo

Quem tem alergia à fumaça deve passar bem longe do prédio Bahia Center, anexo da Câmara de Salvador. Principalmente bem distante do 2º subsolo do edifício onde ficam os gabinetes dos vereadores. Um novato ignora completamente a lei municipal que proíbe fumar em locais fechados, feita pelo próprio Legislativo, e chega, com sua namorada, acendendo e espalhando fumaça para todos os lados. Um dos funcionários dos serviços gerais, que faz a limpeza dos ambientes, teve que trocar de camisa após ter ‘dado um grau’ no gabinete do Barrunfo. E ainda saiu reclamando do fumacê pelos corredores. Mas não tem jeito. No subsolo quem manda agora é o novato barril dobrado!

Fonte: Bocão News

 

Deixe o seu Comentário

Comentários

Além disso, verifique

fluminense-feira

Flu empata e se classifica para segunda fase da série D do Brasileirão

O Fluminense de Feira jogou na tarde deste domingo (25) no estádio Alberto Oliveira (Joia ...