Home / Destaque / Estado Islâmico assume autoria dos atentados em Londres

Estado Islâmico assume autoria dos atentados em Londres

O grupo Estado Islâmico (EI) assumiu a autoria dos atentados cometidos no centro de Londres e que deixou sete mortos e 48 feridos. Em nota, a agência de notícias ligada ao grupo, a Amaq, diz que o grupo está ligado aos ataques e assegurou os atos foram cometidos por “vingança”.

O comunicado foi divulgado pelo Telegram  e sua veracidade não pôde ser comprovada. Junto à nota da agência, foi publicada uma montagem fotográfica em que aparece a London Bridge e um homem com uma faca ensanguentada sobre a qual se pode ler em inglês, francês e árabe: “Vingança. Não há compromissos… na segurança dos muçulmanos”.

Em setembro de 2014, o então porta-voz do EI, Mohamed al Adnani, convocou seus seguidores a matar civis dos países que participam da coalizão internacional que combatem o grupo terrorista no Iraque e na Síria.

Não há, porém, nenhuma evidência que comprove a ação do grupo. O Estado Islâmico frequentemente faz alegações desse tipo, não apenas quando o grupo envia alguns de seus membros para executarem ataques, mas também quando extremistas com planos violentos se inspiram na ideologia do grupo.

Banner-Youtube-top.png
Doze pessoas foram detidas na manhã deste domingo como parte da investigação do atentado de sábado à noite em Londres. Agentes da unidade antiterrorista da Polícia Metropolitana realizaram a detenção no bairro de Barking, zona leste de Londres, anunciou a polícia em um comunicado. As operações prosseguem na área.

Na noite deste sábado, uma van acelerou sobre os pedestres na London Bridge. O veículo então seguiu para o Borough Market, uma espécie de centro de produtos alimentícios e lazer, onde três homens deixaram o carro e esfaquearam os passantes. Os três suspeitos foram mortos em confronto com a polícia.

Após uma reunião extraordinária de seu comitê de segurança, a primeira-ministra britânica, Theresa May, disse que “basta” e que “nós não podemos e nem devemos fingir que as coisas podem continuar como estão”. Ela afirmou que o país enfrenta “uma nova forma de ameaça”, na qual os autores dos atentados copiam uns aos outros. “O terrorismo alimenta o terrorismo e os autores passam ao ato não com base em complôs cuidadosamente preparados, e sim copiando uns aos outros e utilizando os meios mais rudimentares”, disse May em Downing Street após a reunião.

Vencer a ideologia islamita “é um dos grandes desafios do nosso tempo”, completou, antes de ressaltar que a resposta não deve ser apenas realizar operações antiterroristas continuamente, e sim levá-la ao terreno das ideias e a internet “para evitar a propagação”.

Quase todos os partidos suspenderam a campanha eleitoral neste domingo, mas esta continuará “amanhã (segunda-feira) e as eleições gerais acontecerão como estava previsto na quinta-feira, 8 de junho”, disse May.

Deixe o seu Comentário

Comentários

Além disso, verifique

michel-temer-rodrigo-maia-conferencia-brasilia-05

Temer reúne ministros para traçar estratégia antes de denúncia

O presidente Michel Temer se reuniu no início da noite deste domingo com seus principais ministros ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>