Home / Bahia / Emprego: Comércio deve gerar até 5 mil novos postos de trabalho na Bahia

Emprego: Comércio deve gerar até 5 mil novos postos de trabalho na Bahia

emprego-salvador

A unidade da Clivale no Salvador Norte Shopping ainda nem foi inaugurada, mas dobrou a contratação de funcionários para 50. Em seis meses, a expectativa é chegar a 80, a depender da demanda, como afirma o gerente da Clínica Alex Estrela. “Aos poucos,  a economia vai entrando nos eixos, o que termina estimulando o empresário a investir e tudo isso se reflete na geração de empregos”, diz.

Um dos setores que mais demitiram nos últimos anos, o Comércio volta agora  a contratar. Segundo a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado da Bahia (Fecomércio-BA), a Bahia deve gerar entre 4 e 5 mil vagas. Ainda de acordo com ele, quem deve puxar a retomada é o setor de serviços. “A prestação de serviços deve representar mais de 60% na geração desses empregos. Não vamos recuperar a defasagem, mas a gente não vai cair mais”.

O presidente do Sindicato dos Lojistas (Sindilojas), Paulo Mota, concorda: “Por mais difícil que tenha sido a atividade varejista, existe um sentimento de geração de empregos para este ano. A nova legislação trabalhista e a queda de juros são alguns dos motivos que nos animam a projetar novas contratações”.

De olho nessa tendência, a Clivale deve ser inaugurada no mês de março. Mesmo com a maior parte dos postos preenchidos, a clínica está formando um banco reserva. O currículo pode ser cadastrado em clinicasclivale.com.br. O interesse principal é por profissionais da área de recepção, assistente de consultório, higienização e estagiário nível médio para atendimento. “Estamos indo para um shopping onde a demanda por policlínica é muito grande e isso vai estimular o negócio a crescer junto com este cenário de retomada”, destaca o gerente da Clivale, Alex Estrela.

Ânimo

Após o país fechar 2017 com 13,2 milhões de desocupados de acordo com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – Contínua (Pnad Contínua), um levantamento feito pela Confederação Nacional de Comércio de Bens e Turismo aponta que o Comércio, em todo o país, deve gerar aproximadamente 80 mil vagas este ano.

Para o economista da CNC, Bruno Fernandes, o regime intermitente criado pela reforma trabalhista (contratação por demanda) deve prevalecer nos novos contratos. “Com  inflação mais baixa, o crédito fica mais barato e isso estimula as pessoas a voltarem a consumir. A gente espera  que a reforma trabalhista venha fazer com que haja uma maior confiança na hora de contratar. É mais um ponto que tende a favorecer a contratação, sobretudo, no regime intermitente”, explica o especialista.

*Notícias evangélicas, tudo o que você quer saber do mundo gospel

*Veja aqui agora: O seu canal de notícias no Youtube

O crescimento na oferta de novos postos de trabalho pode chegar ao dobro do ano passado. “Fechamos o ano em 3% (de criação de novos postos) e podemos alcançar o dobro desse percentual, ficando nos 6% (até o final de 2018). Ainda não chega ao cenário de pleno emprego, mas o resultado de geração de vagas começa a mostrar um traço positivo”, analisa o economista da CNC.

Ainda segundo ele, o profissional que quiser sair na frente para se candidatar a uma das novas vagas no Comércio vai ter que se qualificar. “Como os índices de desemprego continuam muito altos, o trabalhador que vai conseguir se reinserir no mercado é o qualificado. Ele que vai segurar de imediato essa vaga que surgir”.

Até 20% dos temporários de fim de ano devem ser absorvidos

Entre 15% e 20% dos 3,5 mil  trabalhadores temporários contratados em novembro em Salvador – 6 mil na Bahia – devem ser absorvidos pelo mercado, tornando-se efetivos até o final de março. O cálculo é da Câmera de Dirigentes Lojistas de Salvador (CDL Salvador).

Segundo o presidente da entidade, Alberto Nunes, o setor de Serviços é o que vai  responder pela maior parte das efetivações.
“O segmento de Prestação de Serviços vai aproveitar mais esses cargos. O varejo ainda deve aguardar um pouco para ver como a economia vai se comportar pelos  próximos três meses”, destaca.

Ainda de acordo com ele, para que o profissional conquiste o posto de trabalho fixo diante deste momento de retomada vai ser preciso muito empenho. “É ser otimista, empenhado, dinâmico e, principalmente, ter argumento para conquistar o cliente. Com certeza, quem conseguir conquistar essa credibilidade vai ficar com a vaga”, aconselha.

Foi o que fez a atendente de uma das unidades Burguer King em Salvador, Deiliane Santos. Após concluir um curso de assistente administrativo no Instituto João Carlos Paes Mendonça (IJCPM), ela conseguiu uma vaga temporária de fim de ano no fast-food.
“Foi o meu primeiro emprego formal. Nunca tive condições financeiras de fazer um curso e quando consegui me qualificar foi que surgiu a oportunidade”.

Recentemente efetivada, ela está agora no período de experiência. “É preciso ser bastante ágil e estudar muito para entender a dinâmica do Burguer King. Também é importante ser responsável e dar o seu melhor”, afirma.

PARA GARANTIR SUA VAGA

O que você faz de melhor?  Antes de se candidatar a uma vaga, tenha isso bem claro. Avalie suas habilidades e aptidões e busque vagas adequadas a esses perfis. As empresas  costumam cadastrar currículos nos seus sites institucionais. Acompanhe também as oportunidades oferecidas pelo Sine-BA, Simm, Vagas.com e Catho. Principalmente nas lojas de shoppings, fique atento aos anúncios nas vitrines das lojas.

Qualificação  Mantenha o foco e busque sempre cursos e oportunidades de incrementar essa parte do currículo. Currículo Faça um currículo adequado ao que a descrição da vaga pede. No campo “objetivo”,  por exemplo, mantenha  o foco na vaga  em questão. Valorize itens como qualificação e experiência, priorizando as que estão adequadas ao perfil.

Equipe   A capacidade de trabalhar em grupo é muito bem vista pelas empresas.  Se comunique, troque ideias.Conheça a empresa  Se quiser ser contratado, conheça bem a empresa onde quer permanecer. Processos, missão, visão, valores. Use esse
conhecimento a seu favor e vista a camisa do emprendimento.

Flexibilidade  Esteja aberto a mudança de horários de trabalho e  disponível para tudo que a equipe precisar. Se empenhe para contribuir efetivamente, porém, sem ser “puxa-saco” ou o “chato” da equipe.

Iniciativa  Tenha uma atitude positiva e traga soluções em vez de problemas. Esse é mais um comportamento que vai fazer a diferença.

Saiba ouvir   Não adianta falar pelos colovelos e não saber ouvir o outro.  Demonstre compromisso, paciência, postura e boa vontade.

Fonte: Correio24Horas

Deixe o seu Comentário

Comentários

Além disso, verifique

sebrae

Sebrae oferece mais de mil vagas nas regiões de Feira, Chapada e Nordeste baiano

Mais de 1,4 mil vagas para capacitações distribuídas em oficinas, palestras, seminários e orientações técnicas ...